Gengibre durante a gravidez - os benefícios e contra-indicações

Raiz de gengibre é conhecido não só como um complemento picante para vários pratos, mas também um remédio popular, que é recomendado para manter sempre a mesmo. A lista de vantagens e qualidades úteis deste produto é impressionante. Mas muitas pessoas têm uma pergunta: você pode usar gengibre no período de carregar um bebê e em que quantidades para não prejudicar o corpo?

O que é gengibre útil para?

O gengibre é amplamente utilizado na culinária como complemento de alguns pratos. A raiz é uma excelente ferramenta que permite lidar com um resfriado, tosse. Propriedades úteis do produto são explicadas por seus componentes exclusivos. Ele é rico:

  • potássio;
  • ferro;
  • magnésio;
  • fósforo;
  • proteínas;
  • carboidratos;
  • Óleos essenciais;
  • vitaminas C, K, E, A, B1, B2 e outras;
  • Ácidos nicotínicos, linoleicos e oleicos.

A recepção de bebidas quentes preparadas com base no gengibre ajuda a enfrentar rapidamente um resfriado devido ao efeito de aquecimento. Se você usar aerolamps com a adição dos óleos essenciais desta planta, você será capaz de se livrar de dores de cabeça e um estado depressivo.

Gengibre ajuda a eliminar tais problemas com o canal gastrointestinal como azia, peso no estômago, falta de apetite.

Benefícios do gengibre para uma mulher grávida

O gengibre é frequentemente usado por admiradores da medicina tradicional.

  1. Para mulheres grávidas, essa raiz é especialmente útil por seu efeito antiemético. É especialmente valioso para toxicose, pois é capaz de eliminar a náusea. Isso se deve à capacidade dos componentes da raiz de diluir o sangue e acelerar o processo metabólico.
  2. Além disso, o gengibre é capaz de agir suavemente no sistema nervoso, o que é importante para as mulheres em uma posição que muitas vezes experimentam mudanças de humor.
  3. Desde o início de sua posição interessante, a futura mamãe está enfraquecendo e se tornando a mais exposta a vírus e micróbios. Nos primeiros sinais de um resfriado ajudará gengibre. Devido ao grande número de vitaminas e óleos naturais, o corpo ficará saturado e lhe dará força extra.
  4. O produto azedo tem um efeito positivo no trabalho do trato digestivo. Todos os processos na secção gastrointestinal das futuras mães não avançam muito bem. Gengibre - um tipo de antiespasmódico natural, além disso, elimina o inchaço das pernas.
  5. Tem um efeito laxativo. Isto é muito importante para as mulheres grávidas que sofrem frequentemente de obstipação.
  6. Raiz estimula o apetite. Depois de tomar o gengibre, você precisa monitorar a quantidade de alimentos consumidos.

Quando a amamentação de gengibre também é útil, mas somente se eles não são abusados. Usei a raiz milagrosa como tempero para pratos ou na forma de uma bebida.

Contra-indicações

Nem todas as mulheres grávidas podem comer gengibre. Em algumas situações, a raiz milagrosa pode prejudicar. Sobre esses casos, você precisa saber.

Não é permitido usar gengibre para aqueles que notaram intolerância a essa matéria-prima.

No caso em que este produto não foi consumido antes da gravidez, então não vale a pena iniciá-lo no menu enquanto estiver na posição “interessante”.

Uma raiz pungente é contraindicada em mulheres que têm uma membrana mucosa do estômago ou intestinos. Isso se refere a patologias como úlcera, gastrite, colite, enterite.

Se houver tumores no corpo, inclusive nos órgãos do trato digestivo, você não deve comer gengibre. Os componentes ativos da raiz podem provocar o crescimento da formação de tumores.

Contra-indicações são pressão alta.

A raiz de gengibre não é recomendada para mulheres com doenças cardíacas, com temperatura corporal elevada.

É melhor não arriscar aqueles que têm patologias do fígado, doenças do trato biliar, hemorróidas.

Mulheres em posição devem evitar comer gengibre em conserva, pois pode provocar parto prematuro. Se você adicioná-lo à comida, então apenas na forma seca apenas um pouco ou no chá.

É importante! Se o útero estiver em boa forma, comer gengibre é proibido de qualquer forma.

Em nenhum caso, não pode usar este produto para aquelas mães que tiveram um aborto antes. Além disso, os especialistas aconselham abster-se de tomar gengibre no último trimestre da gravidez, pouco antes da data prevista de nascimento. Isto deve-se à propriedade do gengibre em diluir o sangue, que está repleta de consequências indesejáveis ​​sob a forma de hemorragia durante o trabalho de parto.

Como tomar gengibre durante a gravidez

Para evitar efeitos colaterais e complicações, o gengibre deve ser tomado corretamente.

Para utilização, o produto é adequado na forma fresca ou seca (pó). Cuidados devem ser tomados para o chá embalado, pois sua composição, na maioria das vezes, não possui propriedades úteis.

Por dia é recomendado comer não mais que 1 oz. gengibre em forma de chão. Deste montante, será possível preparar apenas uma xícara de chá, mas as mães grávidas não podem ser mais. Quanto ao produto fresco, as futuras mamães podem ser consumidas por dia 3 mesas. colheres de matérias-primas moídas para 1,5 litros de líquido.

Entre as formas mais populares de usar o tempero quente são as seguintes:

Chá de gengibre para toxemia e constipações
Raiz de gengibre fresco no valor de 2 mesa. Colher colocar em uma garrafa térmica. Lá você também precisa adicionar suco 0,5 limão e 2 mesas. colheres de mel. Na mistura é derramada 1 litro de água fervente. A composição deve infundir por 30 minutos.

Problemas com intoxicação, muitas vezes atingindo mulheres grávidas nos estágios iniciais, podem ser resolvidos tomando-se o remédio diariamente pela manhã, antes do café da manhã. Isso ajudará a evitar vômitos, e o estômago estará preparado para as refeições subsequentes.

O volume de matéria-prima na bebida, todo mundo pode ajustar dependendo das preferências de gosto.

Se uma mulher não tentou isso antes, então você deve começar com uma pequena porção (por exemplo, 1 mesa. Colher de matéria-prima é colocada em 1 litro de água).

Gengibre em conserva
Gengibre, cozido na forma de conserva, você pode tentar grávida, mas apenas uma pequena porção.

É importante! Spice provoca aumento da sede. Portanto, os pacientes que são propensos ao edema, é melhor abandonar completamente este remédio.

Tome o gengibre é melhor no primeiro trimestre da gravidez. Para datas posteriores, pode ser perigoso.

Tosse gengibre
Não é segredo que as mulheres na posição de muitas drogas não podem ser usadas. Portanto, resfriados, tosse, corrimento nasal são tratados, em primeiro lugar, por meio da medicina tradicional. Incluído no seu número e gengibre.

Chá com a adição de gengibre é capaz de limpar os pulmões de expectoração, reduzir a irritação e dor de garganta. Você pode preparar um remédio para tosse como este:

Raiz fresca, previamente limpa e bem lavada, é esfregada em um ralador. Para a composição resultante são adicionados 2 tabela. colheres de mel, uma pitada de canela, um pouco de cravo e noz-moscada. Nesta mistura você precisa derramar 1 litro de água quente e ferver tudo por alguns minutos. Arrefecida à temperatura ambiente, a bebida é filtrada e consumida em pequenas porções.

Gengibre para inalação
Por mais estranho que possa parecer, as inalações à base de gengibre são bastante eficazes. Em 1 litro de água distribuída 20 gr. raiz de gengibre, pré-esmagada. Esta mistura é fervida por 15 minutos. Depois disso, a bebida deve ser removida do fogo, adicione 1 mesa. uma colherada de suco de limão. Acima desta composição (sobre vapor), você precisa respirar por 6 a 7 minutos.

Como alternativa à inalação, use aromolamps com a adição de óleo de gengibre. É necessário deixar cair apenas 2 gotas do produto para uma tal lâmpada e ligá-la 2-3 vezes ao dia.

É importante! Antes de iniciar o uso de remédios populares, recomenda-se consultar um médico.

O fato é que uma mulher grávida tem um sistema imunológico enfraquecido, o que significa que as complicações da doença podem se desenvolver muito rapidamente, é importante não perder este momento.

O gengibre é um tempero único com uma ampla gama de propriedades benéficas. Em si, a ferramenta é inofensiva, não é uma droga. No entanto, antes de usar um produto, as mulheres grávidas devem levar em conta muitos fatores, pesar os possíveis riscos e os prováveis ​​benefícios.