Como e quanto cozinhar feijão vermelho?

Feijão - bem-vindo convidado em qualquer mesa. A cultura do feijão é dotada de excelente sabor e valor em termos do seu impacto no corpo humano. É por isso que as pessoas querem saber tudo sobre os recursos do produto. Muitas vezes os grãos são cozidos e depois consumidos como um prato independente e como parte de vários lanches. Vamos estudar tudo o que afeta a culinária e sua duração, para que você não tenha perguntas adicionais.

Impacto no corpo

  1. A cultura tem um efeito positivo no funcionamento do músculo cardíaco e do sistema vascular. A base inclui minerais representados por potássio e magnésio. Eles normalizam o pulso, limpam os canais de sangue e diminuem a pressão.
  2. Devido à concentração de ferro em uma quantia decente, uma prevenção séria de anemia em todas as categorias de pessoas é levada a cabo. Especialmente útil para comer feijão para as mulheres durante a menstruação, uma vez que a maior parte do mineral durante este período vem com secreções.
  3. Devido à inclusão de compostos proteicos, uma pessoa pode manter o peso na marca correta. Além disso, o sangue é enriquecido com oxigênio, nutrientes atingem rapidamente as células.
  4. Alguns dados indicam a capacidade do produto para realizar a prevenção de urolitíase, desde que o tamanho dos tumores não exceda 4 mm. No entanto, não há informações exatas sobre isso.
  5. Qualidades valiosas são destinadas a manter a beleza. Assim, a cultura fervida processada é usada para uma base de máscaras. Graças a ações descomplicadas é possível manter a beleza da pele em um tom.

Dano possível

A partir das informações acima, torna-se claro que o consumo sistemático da cultura de leguminosas tem o melhor efeito sobre o corpo humano. No entanto, faz sentido familiarizar-se com o outro lado da moeda.

  1. A recepção de pratos no feijão não é recomendada para as categorias de pessoas que sofrem de flatulência. Isto é devido à propriedade das matérias-primas para melhorar a formação de gás.
  2. A composição contém purinas, que permanecem após a quebra do ácido úrico. Em parte por esse motivo, os especialistas não recomendam comer feijão para a gota.
  3. Devido ao fato de que os pratos com base nele são muito absorvidos e são pesados ​​em si, é necessário limitar o consumo em caso de gastrite diagnosticada e úlcera péptica.

Cozinhar feijão sem molho

A falta de tempo é o problema do homem moderno. Para reduzir a duração do procedimento, o pré-mergulho é realizado. No entanto, se não for possível fazer isso, escreveremos a tecnologia de ebulição sem exposição à água.

  1. Primeiro, classifique os beans para eliminar as amostras inadequadas. Em seguida, lave o produto, deixe em uma peneira para pingar.
  2. Despeje a composição em um recipiente para cozinhar que caiba em tamanho. Em 2/3 encha a panela com água filtrada. Defina em fogo alto, registre um quarto de hora.
  3. Escorra, preencha com novo. Ferva mais 15 minutos, novamente troque o líquido. Em conclusão, atormentar as leguminosas por cerca de 50-60 minutos. Avalie periodicamente a prontidão.
  4. Finalmente, retire a panela com o conteúdo do fogão, escorra o líquido em que os grãos foram cozidos. Transfira a composição acabada para uma peneira e lave com água fervente da chaleira.

Cozinhar feijão com molho

  1. Nem todo mundo sabe cozinhar feijão recorrendo ao método de impregnação. Deve-se ter em mente que a variedade de feijão vermelho tem uma casca mais forte. É por causa deste recurso aumenta significativamente a duração da cozedura.
  2. Também pela mesma razão, recomenda-se embeber os grãos com antecedência em água fria. Idealmente, as matérias-primas devem ser colocadas em um líquido resfriado antes de dormir. Como resultado, o produto deve ficar encharcado por cerca de 12 horas.
  3. Muitos simplesmente não sabem porque o pré-embebimento dos grãos é realizado. Na verdade, isso simplesmente precisa ser feito não apenas para que o produto fique pronto mais rapidamente. Oligossacarídeos estão presentes nos grãos.
  4. Tais enzimas complicam a atividade normal do trato gastrointestinal. Portanto, não é necessário consumir feijão, se você tem uma doença do trato gastrointestinal, pode ser muito perigoso para sua saúde. Ao imergir o produto, os compostos prejudiciais se dissolvem.
  5. Após a infusão completa, certifique-se de drenar a água. É permitido começar a cozinhar somente quando usar líquido fresco. Não consuma feijão na forma bruta. A composição contém uma toxina na forma de phasin. Provoca perturbação do trato digestivo.
  6. Idealmente, ao imersão de matérias-primas, a água deve ser substituída regularmente. Arme-se também com uma capacidade grande o suficiente. Quando a imersão dos grãos aumenta ligeiramente de tamanho. 150 gr. matérias-primas representam cerca de 1 litro. água.
  7. Antes de começar a cozinhar o produto, despeje a água velha e despeje fresco. Depois disso, o processo de cozimento leva cerca de 2 horas. Poucos minutos antes do final do cozimento, adicione sal, concentrando-se em seu próprio gosto. Para fazer o feijão ficar macio, despeje 70 ml de fervura primeiro. óleo vegetal.
  8. Continue a ferver com a tampa fechada em fogo preguiçoso. Para determinar a prontidão dos beans, você deve tentar algumas partes. De outro modo, isso não funcionará. Se apenas uma porção dos grãos estiver pronta, bata a massa por mais uma hora.
  9. O produto acabado pode ser usado na preparação de vários pratos. Tais feijões combinam-se perfeitamente com sopas, verduras cozidas, peixe e carne. Além disso, os feijões resultam em saladas bastante saborosas. Experimente e surpreenda agradavelmente as famílias.

Na preparação de feijão vermelho não é nada complicado. Siga as recomendações práticas para cozinhar o feijão em todas as regras. Depois disso, você pode consumir em uma única forma ou adicionar vários pratos e saladas.